Outubro Rosa: como o pilates auxilia na luta contra o câncer de mama

Você já deve saber que durante o mês de outubro ocorre a campanha mundial Outubro Rosa que, desde os anos 1980, propõe ações que buscam conscientizar e informar sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama, certo? A campanha, que tem ganhado força nos últimos anos, tem como foco o câncer de mama, mas a prevenção da doença tem relação direta com o cuidado com a saúde da mulher em todos os aspectos.

Nos últimos anos, tem-se falado e pesquisado mais sobre a relação entre a prática de exercícios físicos e a prevenção do câncer de mama. O pilates, sendo um exercício muito completo que trabalha diversas partes do corpo, é então uma excelente atividade física que ajuda a manter a forma física, a saúde e a prevenir diversos tipos de doenças, inclusive o câncer.

O pilates e a luta contra o câncer de mama

A relação entre a prática de exercícios físicos e o câncer de mama tem sido muito estudada nos últimos anos. As pesquisas divulgadas têm indicado que a prática de exercícios físicos é eficaz na prevenção do retorno do câncer de mama em mulheres que já fizeram o tratamento e no desenvolvimento em quem nunca teve a doença.

Além disso, a prática de exercícios físicos está ligada ao controle de diversos quadros que podem aumentar as chances de desenvolver o câncer – e não apenas o de mama, mas outros tipos também. Praticar exercícios ajuda a controlar o peso e o nível de gordura corporal, ajuda a equilibrar os hormônios e os níveis açúcar no sangue, o que é essencial para manter uma boa saúde e evitar o desenvolvimento de tumores.

E como o pilates entra nessa equação? Considerando que a prática tem como foco desenvolver a coordenação entre o corpo, a mente e o espírito, praticar pilates permite entrar em harmonia com você. Os exercícios ajudam a alcançar a eficiência máxima do corpo, além de controlar seus movimentos, desenvolver a força, aumentar o condicionamento físico e prevenir lesões. É um exercício completo que faz com que o praticante regular consiga se manter a boa forma física de forma contínua.

Se mulheres que nunca tiveram câncer de mama se beneficiam muito da prática de exercícios, aquelas que já foram diagnosticadas coma doença e passaram pelo tratamento tem ainda mais a ganhar. Praticar exercícios pode ajudar na recuperação após o tratamento, facilitar a readaptação à rotina e devolver o vigor de quem passou pelo extenso tratamento contra a doença.

Pilates no tratamento pós-cirúrgico

A combinação de práticas de pilates, fisioterapia e massoterapia pode assistir mulheres na recuperação do tratamento contra o câncer de mama. O pilates, por ser um exercício que promove a drenagem linfática por meio de técnicas de respiração, aumenta a mobilidade, melhora o sono, a elasticidade, a respiração, a postura, os níveis de energia e a disposição, se fazendo especialmente importante e produtivo durante esta fase.

Além disso, o pilates quando praticado com o acompanhamento próximo de um profissional, é um exercício muito completo que respeita as dificuldades, a força e a disposição do paciente em recuperação, já que a intensidade pode ser facilmente controlada. A prática ajuda não apenas a recuperar-se fisicamente da doença, mas também restaura a autoestima e a autoconfiança de quem venceu a batalha contra o câncer. Tudo isso faz do pilates um excelente aliado da luta contra o câncer de mama.

Quer saber mais sobre o assunto? Então acesse nosso site e mantenha-se informado!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais