Nadar ou fazer Pilates? Qual emagrece mais?

Nadar ou fazer Pilates? Qual emagrece mais?
5 (100%) 1 vote

Quando pensamos em nos exercitar, alguns tipos de atividades se mostram mais adequados para nossos objetivos, certo? Se você chegou até aqui, é porque está em dúvida entre nadar ou fazer Pilates.

Por isso, no texto de hoje separamos algumas informações relevantes que vão te fazer questionar os motivos para fazer ou não um exercício. Confira abaixo nossas reflexões!

 

Agende a Sua Aula Experimental

Agende a Sua Aula Gratuita num dos mais de 60 Espaços Pure Pilates em São Paulo.

Qual emagrece mais – Nadar ou fazer Pilates?

 

Não vamos demorar muito para responder essa pergunta: ambos os exercícios emagrecem, embora nadar seja uma atividade aeróbica, que garante uma perda calórica maior do que os exercícios de intensidade – na maioria dos casos.

Veja, falamos que isso acontece quase sempre, mas não com quem está em treinos de Pilates bem intensos, como aquelas pessoas que já fazem aulas há alguns meses, por exemplo.

É importante citar que o gasto calórica pode e é muito subjetivo. Ele depende de inúmeros fatores, como:

 

  • Intensidade do exercício: Ou seja, a natação costuma queimar mais calorias, porém, se você nadar com baixa frequência e fazer Pilates de maneira mais intensa, as aulas no studio serão mais eficazes nesse sentido.

 

  • Frequência: Muita gente não gosta de nadar diariamente, especialmente por causa do cloro na água. A baixa frequência pode fazer com que a queima calórica não valha a pena.

 

  • Tempo de exercício: Nadar por 20 minutos não é tão eficaz quanto uma aula de 1 hora no Pilates. É importante saber balancear e fazer sempre uma boa troca.

 

Então, é melhor nadar ou fazer Pilates?

 

Não há uma resposta certa para essa pergunta, embora a ideal seria: faça ambos. Já falamos aqui no blog sobre a união do Pilates com alguns exercícios aeróbicos e como eles conversam muito bem, fazendo com que a perda calórica e a saúde melhorem de uma forma incrível!

Mas, se você não puder fazer os dois, seja por falta de tempo ou por motivos financeiros, é preciso pensar em alguns detalhes:

 

  • Prazer: Qual exercício te dá mais prazer? Pense que a frequência e a consistência farão diferença no seu gasto calórico como um todo, então, pode valer a pena escolher aquilo que você terá certeza de que não abandonará em poucas semanas. Melhor do que pensar no quanto haverá de gastos calóricos, é válido pensar no quanto você gosta daquela atividade ou não.

 

  • Facilidades em geral: Nadar exige mais preparação do que fazer Pilates, especialmente por causa dos cuidados com os cabelos e com a pele. Você está disposto a passar por cima dos contratempos? Por outro lado, existem studios de Pilates perto de você? A facilidade irá ajudar a manter a consistência!

 

Seja qual for sua escolha, lembre-se que ambos os exercícios são bastante recomendados. Porém, é importante saber que, tanto atividades de resistência quanto às aeróbicas, são necessárias. Portanto, procure encontrar um meio termo para conseguir manter uma boa rotina de exercícios.

Um bom exemplo é trocar a natação pela corrida, que pode ser feita sem a necessidade de pagar a academia, por exemplo.

 

Gostou das dicas de hoje? Faça uma aula experimental para descobrir se você gosta do Pilates!

Deixe seu comentário

Descubra como Pure Pilates Ajudou Mais de 15.000 Pessoas

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais