Pilates e alimentação saudável: Relação próxima!

Pilates e alimentação saudável: Relação próxima!
5 (100%) 1 vote

A relação entre o Pilates e alimentação saudável é bem mais próxima do que imaginamos: a atividade, além de altamente indicada para quem tem problemas na coluna ou sente dores extremas, é bastante interessante para as pessoas que querem emagrecer e em busca de uma reeducação alimentar.

No texto de hoje, separamos algumas dicas sobre como mudar seu cardápio e utilizar o Pilates como forma de fazer com que ele funcione e te ajude nos treinos. Confira!

 

Qual a relação entre o Pilates e alimentação saudável?

 

Parece que ambos não possuem nenhuma relação. Afinal, o Pilates e alimentação saudável são áreas totalmente diferentes, certo? Na realidade, não é bem assim. O Pilates, assim como outras atividades, nos ajudam a dar o primeiro passo rumo à uma mudança de vida, o que inclui a forma como comemos.

Pense da seguinte maneira: quando precisamos de energia para ir aos treinos e alguns alimentos não são indicados para isso. Se nos alimentamos mal, as aulas são pouco sucedidas e se tornam exaustiva.

Por isso, é comum vermos alunos que começam o Pilates e logo mudam seus hábitos alimentares para se adaptarem melhor aos treinos. É um ciclo saudável que se estabelece!

Como ter uma alimentação mais saudável? Dicas!

 

Agora que entendemos melhor como o Pilates e alimentação saudável se intercalam, separamos algumas dicas para que você consiga unir seus treinos a uma rotina de reeducação alimentar. Vale lembrar que a ida ao nutricionista é bastante indicada para que os nutrientes certos sejam selecionados.

 

  • Treine algum esporte ou atividade

 

Como falamos, quem faz alguma atividade física tem muito mais chances de se tornar uma pessoa mais saudável também no sentido alimentar. Isso porque nosso corpo pede nutrientes melhores para termos fôlego nos treinos e passamos a prestar mais atenção nos sinais que o corpo dá.

Se você ainda não faz nenhuma atividade física, pode ser bem interessante começar o quanto antes para aprender a sentir seu corpo e descobrir se sua alimentação está te energizando ou atrapalhando seu metabolismo.

Nossa dica é começar aos poucos, sem intensidade exagerada. No Pilates, o instrutor respeita o condicionamento físico do aluno e esse é um passo importante para que ele consiga avançar nos treinos.


Leitura Recomendada:

 

Antes de continuar a leitura, você sabia quais são os 7 principais benefícios do Pilates? Se ainda não conhece, baixe sem pagar nada um e-book com todos eles bem explicadinhos. Clique aqui e faça o download gratuito!


  • Procure trocar aos poucos os alimentos

 

A dica principal para se alimentar melhor não é cortar o que você mais gosta. Vale a pena começar aos poucos a trocar aqueles que podem ser trocados. Um exemplo: se você adora macarrão, que tal fazer o molho a base de tomates frescos ao invés de molhos prontos de caixinha? O resultado final será mais saudável e muito mais saboroso!

Acrescente também frutas, legumes e coma-os antes de um doce, por exemplo. Aos poucos, sua vontade de se alimentar mal vai diminuindo e dando lugar aos novos hábitos.

 

Gostou das dicas e de saber mais sobre a relação entre Pilates e alimentação saudável? Não deixe de agendar uma aula experimental e comprovar de perto os benefícios dessa prática tão incrível!

 

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais