Pilates: qual a frequência ideal?

O Pilates auxilia na correção da postura, aumenta a elasticidade do corpo, dá firmeza aos músculos e alivia o estresse. E os benefícios não param por aí. Muitos outros estão por traz da atividade que ganha mais simpatizantes a cada dia que passa.

Logicamente, a frequência em que realizamos uma atividade física é muito importante e diz muito sobre os resultados alcançados por quem as pratica. Diferente da pesada musculação – prática em que o corpo precisa de um tempo de descanso para conseguir responder aos estímulos -, o Pilates não exige esforço de nenhum grupo muscular em demasia. Por isso os especialistas costumam dizer que ele é liberado e pode ser praticado diariamente.

Entretanto, é importante ressaltar que, apesar de poder ser uma atividade diária, a frequência deve ser adaptada e adequada ao estilo de vida de cada pessoa, de forma que ela não deixe de ir às aulas e não se sinta frustrada por não chegar aos seus objetivos rapidamente.

Três vezes: o ideal

Com a vida atribulada que a maioria da população tem dificilmente alguém vai conseguir fazer exercícios todos os dias. Para quem possui uma disponibilidade maior, o ideal na prática do Pilates é uma frequência de três vezes na semana, em dias alternados. Dessa forma você estimulará o seu corpo regularmente e ainda pode promover um dia de folga – ainda que não seja necessário – entre as suas sessões.

Duas vezes: o possível

A maioria das pessoas opta por fazer Pilates duas vezes por semana. E é isso que os especialistas costumam recomendar. Dessa forma, o corpo ainda consegue condicionar os movimentos e responde como o esperado.

A opção por dois dias acaba sendo mais fácil combinar, seja com o horário de trabalho, seja com outras atividades físicas.

Uma vez: melhor que nada!

Se você é daqueles que têm muitas atividades diárias e que só acham uma brecha na agenda para se dedicar ao Pilates uma vez por semana, tudo bem. Mas seja bem paciente pois dessa forma os resultados demorarão um pouco mais a aparecer.

Tenha em mente que ter o corpo em movimento com o Pilates – ainda que só uma vez por semana – é melhor do que permanecer à mercê de uma vida sedentária. Além disso, optar por alguma outra atividade que exija certo condicionamento prévio pode acabar lesionando o corpo.

Para acelerar os resultados

Como o método Pilates não contempla um trabalho aeróbio – que é muito importante para que sejam alcançados bons níveis de saúde – é bom buscar outras formas de exercícios para complementar o treino. Procure praticar algum tipo de atividade que eleve os batimentos cardíacos: caminhe, pedale, dance, nade!

Lembre-se de que quanto mais regular e consistente for sua prática de Pilates e das outras atividades, mais rápido você irá alcançar os resultados que tanto deseja. Geralmente, no Pilates, é possível percebê-los depois de 10 a 15 aulas. Então, se você quer entrar em forma, não há mais desculpas para adiar os planos: adote essa opção de vida mais saudável e tenha seus resultados de forma totalmente segura!

Quantas vezes por semana você faz Pilates? Conte para a gente quais benefícios você já percebeu com a prática.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais