4 cuidados essenciais ao adquirir uma franquia

O mercado de franquias está crescendo no país. De acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franchising), em 2015, o segmento cresceu 7,7%, gerando um faturamento de R$ 127 bi e 6,5% em relação ao ano anterior. São mais pessoas investindo e o que é melhor, com sabedoria, uma vez que as incertezas econômicas demandam cuidados, antes de abrir o negócio.

Veja quais são esses cuidados e porque são tão importantes para o futuro franqueado.

Avalie o negócio

Inicialmente é preciso avaliar as características do negócio para ter certeza que tem o perfil para fazer parte daquela franquia. Lembre-se que é necessário seguir regras, padrões, participar de reuniões, prestar contas, entre outras atividades que exigem responsabilidade e organização. Até uma microfranquia demanda atenção, tendo em vista que pode haver penalidades se você desistir do processo no meio do caminho.

É importante analisar o negócio com calma as possibilidades, se haverá o retorno financeiro e em quanto tempo. Por se tratar de um investimento, muitas vezes fruto de anos de economia, é importante avaliar o mercado, o público que consome o produto ou serviço e ter calma antes de qualquer decisão. Converse com amigos e familiares, pesquise na internet e veja como é aceitação da marca com intuito de fazer uma boa escolha.

Cada negócio apresenta suas especificidades

Um erro comum durante a fase da escolha é acreditar que todas as franquias são iguais em alguns pontos, a exemplo da cobrança de taxas, contrato e responsabilidades. Atualmente a lei do franqueado protege ambas as partes, tanto que franqueados precisa entregar documentos aos franqueado, atestando a legalidade do negócio. Além disso, é possível negociar os contratos, adequando assim as necessidades do franqueado. Dependendo da rede, o franqueado negocia o contrato para se tornar compatível a sua realidade. Caso ela não possa mudar algo que seja imprescindível para você tomar a sua decisão, talvez seja necessário repensar a proposta e procurar outras opções.

Converse com outros franqueados

Ter o contato com pessoas que já aderiram a rede é o melhor parâmetro de como o negócio anda. A lei da franquia exige que o franqueador disponibilize listas com os nomes e telefone dos franqueados, bem como aqueles que se desligaram no último ano. Dessa forma você pode entrar em contato com alguns deles, ativos e que se desligaram para saber como o público se comporta e o relacionamento com a franqueadora.

O ideal é que a conversa seja informal para que o franqueado se sinta seguro em informar aquilo que você precisa saber. Pergunte se a realidade está de acordo com a proposta, se há um suporte adequado e se ele abriria uma segunda unidade. Outra possibilidade é fazer um teste e se possível, participe da operação para sentir na pele como é o negócio.

Veja se é uma empresa séria e idônea

A franquia está associada à entidade representativa, a ABF? Estar associada significa que a empresa forneceu documentos que atestam que ela prática o franchising conforme a legislação em vigor. Se estiver tudo ok, o próximo passo é verificar a situação financeira da empresa a partir dos órgãos governamentais e entidades comerciais, além da opinião de outras pessoas, tanto franqueados quanto consumidores.

Os cuidados podem ser simples, mas são de grande importância para quem quer entrar de cabeça e se tornar seu próprio chefe. No mais, boa sorte.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre como ser franqueado de uma rede de sucesso? Conheça a proposta da Pure Pilates e como ela pode ser interessante para você.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais