Como o pilates contribui com o intestino

Entenda porque a prática de exercícios físicos como o Pilates ajudam no bom funcionamento do intestino

Você sabia que o intestino é conhecido como o segundo cérebro? Isso se deve por conta da interatividade entre os neurotransmissores, produzidos pelo intestino, e o sistema límbico, que é a parte do cérebro responsável pelas nossas emoções. É por esse motivo que o médico americano Michael D. Gershon, pesquisador do centro médico da Universidade de Columbia, em Nova Iorque, após 30 anos de pesquisas passou a chamar o intestino de órgão inteligente e portanto ficou conhecido como segundo cérebro. Acreditar que a prisão de ventre é uma condição ligada apenas à alimentação é um erro cometido por muitos.

Quantas vezes sentimos na barriga o nervosismo e a ansiedade, não é mesmo? Isso acontece por conta dessa comunicação entre o cérebro e o intestino. Intestino lento ou prisão de ventre são algumas reclamações recorrentes, principalmente entre mulheres, e para resolver essas questões é preciso ir além da alimentação rica em fibras e ingestão de água, é preciso fortalecer o corpo e encontrar uma forma de aliviar o estresse e a tensão que são um dos principais vilões contra o bom funcionamento do intestino.

Praticar Pilates para ter um intestino saudável

Mas como a prática do Pilates pode ajudar na saúde e no bom funcionamento do intestino? Para encontrar a resposta dessa pergunta é importante ter em mente que o intestino é um músculo e quanto mais tempo você passar sem se movimentar mais lento ele ficará. Por isso, exercícios físico são importantes para quem busca um intestino saudável.

Além disso, o Pilates é um método que auxilia no controle da ansiedade, no alívio de estresse e fortalece o corpo em conjunto com a mente. Se o intestino é um órgão ligado às emoções, ter a mente saudável é um requisito importante para que ele tenha o desempenho esperado. Praticar exercício auxilia na produção da endorfina conhecida como o hormônio da felicidade, mas além disso, o Pilates é um método que exige concentração e disciplina para a execução correta dos movimentos, ao contrário de outras práticas que focam na quantidade, o Pilates está focado na qualidade do exercício.

Dicas para manter um intestino regular

Além da práticas de exercícios é importante mudar alguns hábitos para melhorar o seu fluxo intestinal e se sentir bem e disposto para desempenhar suas atividades diárias. Separamos algumas dicas para lhe ajudar a manter seu intestino regular. Confira!

  • Beba água. A água tem o poder de levar embora as toxinas e resíduos do nosso organismo. O indicado é que o consumo seja de 10 copos diários. Em caso de prisão de ventre é aconselhável beber 4 copos de água morna para auxiliar no fluxo intestinal. O consumo de água não pode ser substituído por outros líquidos, como sucos, ainda que sejam naturais;

  • Coma frutas e verduras. As frutas e verduras são ricas em fibras que quando ingeridas ficam no cólon onde absorvem água e amolecem as fezes. Frutas como ameixas são muito indicadas para quem tem prisão de ventre porque, além de serem ricas em fibras contém sorbitol, um açúcar que estimula o cólon e ajuda no trânsito intestinal;

  • Evite bebidas diuréticas. As bebidas diuréticas como café, chá, e refrigerantes à base de cola reduzem a umidade das fezes ao expulsarem os líquidos, o que dificulta a evacuação por conta do ressecamento;

  • Vá ao banheiro. Mesmo que não esteja com vontade, vá ao banheiro. Cria a rotina diária de ir ao banheiro na hora mais calma do dia. Essa prática estimula os neurotransmissores e a rotina é uma aliada na busca pelo intestino regular;

  • Movimente-se! Não perca tempo e comece as mudanças na sua rotina agora mesmo. Inscreva-se para uma aula experimental e confira de perto os benefícios de praticar pilates.

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais