Pilates para cães: entenda como os animais estão praticando o método

É de conhecimento geral que os animais alegram (e muito) os lares em que vivem e consequentemente, a vida de seus donos. Mas pesquisas recentes comprovam que ter animais domésticos também faz bem para a saúde, isso mesmo! Ter animais previne ataques cardíacos, evita doenças emocionais como a depressão, baixa a pressão sanguínea e até ajuda na recuperação de cirurgias.

Com tantos benefícios e amor incondicional, não é de se estranhar que os donos também se preocupem com a saúde de seus amigos peludos. Afinal, eles também sofrem com lesões e problemas musculares, nas articulações e nos ossos, além disso, depois de uma determinada idade podem apresentar problemas crônicos que causam desconforto e dores.  Então, por que não buscar alternativas e exercícios que possam melhorar a qualidade de vida do seu bichinho?

Aulas de pilates para cães

Pensando nisso, uma escola canina de Michigan nos Estados Unidos, desenvolveu o  pilates para cães (não se preocupe, você leu certo). O método baseado no mesmo praticado por humanos foi desenvolvido pela proprietária do estabelecimento, após seu cachorro começar a sofrer de displasia da anca. Depois de obter resultados muito positivos com a realização da atividade em caráter experimental, ela resolveu abrir uma classe para que outros cães pudessem se beneficiar da prática.

As aulas de pilates para cachorros se iniciam com exercícios em bolas (exatamente as mesmas usadas por pessoas), que ajudam a desenvolver equilíbrio e força. Posteriormente outros exercícios e aparelhos são introduzidos na aula. Os resultados positivos foram motivando mais pessoas a levarem seus cães e a aula acabou virando uma verdadeira febre na região.  Mal podemos esperar para a prática chegar no Brasil!

Mas enquanto não chega…

Há outras opções bem bacanas para você zelar pela saúde e o bem-estar do seu amigo de quatro patas. Primeiro é preciso lembrar que se movimentar é primordial para eles, pois ajuda a mantê-los dentro do peso ideal e a não perder tônus muscular. Até por isso as caminhadas ou corridas diárias são tão importantes, bem como as brincadeiras com bolas ou outros objetos. Essas atividades também ajudam seu pet a gastar as energias, o que garante um comportamento mais calmo no restante do tempo.

Falando em acalmar os pets

Nos Estados Unidos também foi criada a “Doga”, a yoga para cães. Essa tem como objetivo acalmar os cães e estreitar o relacionamento com  seus donos, o lado positivo dessa atividade é que ela pode ser feita em casa, então se seu cachorro não interage bem como outros essa pode ser uma boa opção. Mas é claro que você vai precisar ter um pouco de paciência e muita dedicação até que seu pet aprenda a realizar corretamente as posições.

Mas lembre-se sempre do que realmente importa

É que você dedique algum tempo para observar seu animal de estimação e ver se ele está bem ou se apresenta sinais de que está com algum problema. Não importa qual atividade você escolha para ele praticar, ele com certeza ficará muito grato e feliz por ter a sua companhia e atenção.

E você, já pratica alguma atividade com seu pet? Conte para a gente nos comentários!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais