Pilates contra o sedentarismo, o mal do século

O sedentarismo também chamado de mal do século, e é atualmente considerado um problema de saúde pública pelos profissionais da saúde, pois ele é o responsável pela maioria dos distúrbios relacionados à saúde das pessoas. Saiba como identificá-lo e o que é necessário para combatê-lo.

Qualquer pessoa que não pratica exercícios já está em condição de sedentarismo? Este é um bom questionamento; o sedentarismo é definido como falta ou insuficiência de atividades físicas no cotidiano, mas não somente, define-se como sedentário o indivíduo que gasta poucas calorias por semana com atividades ocupacionais, tais como: serviços de casa, caminhadas para o trabalho/escola etc. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o sedentário não consegue gastar o mínimo de 2.200 calorias por semana em atividades físicas.

O sedentarismo está por trás de 13,2% das mortes no Brasil, segundo uma pesquisa publicada pela Lancet (revista médica), a inatividade é a causa de 8,2% das doenças cardíacas, 10,1% de casos de diabetes tipo 2, 13,4% dos casos de câncer de mama e 14,6% dos casos de câncer no cólon (Lancet, 2013). Segundo o IBGE (2012) 80% dos brasileiros são sedentários e 64% da população está acima do peso.

 

Consequências do sedentarismo

O Sedentarismo é mais perigoso para saúde do que a obesidade, uma vez que a obesidade pode ser uma consequência do sedentarismo. O sistema funcional do corpo humano acaba entrando em desuso, o sedentarismo, associado a uma dieta não balanceada, aumenta em 54% os casos de infarto e em 50% o risco de morte por derrame cerebral, é também o principal fator de risco para a morte súbita. Veja a seguir as principais consequências do sedentarismo:

  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Aumento do colesterol
  • Doenças cardiovasculares
  • Infarto
  • Derrame
  • Doenças respiratórias
  • Má nutrição
  • Ansiedade
  • Doenças articulares
  • Depressão e distúrbios psicológicos

Causas do sedentarismo

A evolução tecnológica é uma consequência do sedentarismo, atualmente os jovens são mais afetados pois estão mais envolvidos com a tecnologia. Esta mudança tecnológica faz com que as pessoas comecem a fazer menos atividades físicas, pois se deslocam menos dos lugares, seus trabalhos fazem com que não gastem muitas calorias e o tempo fica apertado para uma prática de exercício físico. A falta de tempo, problemas de saúde e idade avançada são fortes causas para o sedentarismo atual, ou seja, a falta de atividade física está menos relacionada à infraestrutura disponível e à renda dos indivíduos, por isso afeta tantas pessoas de diferentes nichos e classes sociais.

As mudanças no nosso estilo de vida na era moderna aconteceram muito rápido e as adaptações genéticas demoram a acontecer, além disso consumimos muito mais calorias do que antigamente. Nosso corpo necessita de movimento, é instinto de sobrevivência, assim como todos os outros mamíferos, tínhamos que ter condicionamento físico para conseguirmos nosso alimento. Hoje não utilizamos mais desse instinto de caça, porém nosso corpo sofre com o fato de não o utilizarmos mais.

 

Combatendo o sedentarismo

A solução indicada pela OMS é a prática de pelo menos 30 minutos de exercícios físicos por dia. Os exercícios mais indicados são os que não causam problemas nas articulações, ao mesmo tempo estimulam o alongamento e também que aumentem a força e resistência muscular, o Pilates é altamente recomendado por esses motivos. Recomenda-se que a atividade física seja introduzida na rotina gradativamente, o Pilates cumpre bem com essa função pois é um exercício de baixo impacto, modificando-se de acordo com o nível de evolução do praticante, prevenindo lesões que podem ocorrer nesse período de adaptação. Veja a seguir os benefícios do Pilates para combater o sedentarismo:

  • Melhora a funcionalidade do organismo e todos os seus sistemas
  • Redução dos níveis de colesterol
  • Melhora a condição e a funcionalidade cardíaca e respiratória
  • Melhora a mobilidade articular e a força muscular
  • Auxilia na manutenção do peso
  • Auxilia na prevenção de patologias como câncer, Alzheimer, Parkinson e outras patologias incapacitantes
  • Melhora a sensação de prazer e bem-estar, sendo um grande aliado nos tratamentos de ordem psicológica
  • Proporciona alívio de tensão muscular, diminuição das dores no corpo decorrentes do estresse ou desuso
  • Potencializa a concentração
  • Melhora o equilíbrio
  • Proporciona consciência corporal

O Pilates conta também com um profissional que ajuda o indivíduo a se reeducar, instruindo o aluno a executar os movimentos de forma correta, evitando riscos e trazendo resultados mais rápidos. Além de ser um exercício que pode ser praticado por qualquer pessoa em qualquer faixa etária, adaptando-se às necessidades de cada paciente.

É importante lembrar que deve-se dar uma atenção especial à alimentação, diminuindo o consumo de refeições gordurosas e aumentando a ingestão de fibras e proteínas. Não esqueça do seu corpo! Caso você não possa praticar Pilates todos os dias não deixe de fazer alguma atividade física, procure usar escadas ao invés de elevador ou escada rolante, caminhar é muito bom, reveja a sua rotina e tente modificá-la para você se mexer mais.

Ainda não pratica Pilates? Que tal ficar longe das estatísticas do sedentarismo? Agente uma aula experimental conosco! Clique – aqui – para saber mais.

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais