Pilates na gravidez: será que vale a pena?    

 

Mulheres grávidas já podem ter recebido o conselho de praticarem Pilates na gravidez – seja de médicos ou mesmo de amigos que conhecem os benefícios da atividade nesse período tão importante na vida de uma mãe. 

Mas será que vale a pena mesmo optar pelos exercícios durante a gestação – ou o repouso ainda é a melhor opção? No texto de hoje, vamos falar um pouco dos benefícios do Pilates na gravidez, além de desmistificar a ideia de que a mulher não possa se exercitar nesses meses. Confira!  

 

Quais os benefícios do Pilates na gravidez? 

 

Antes de mais nada, vamos responder à pergunta da introdução: será que devemos repousar na gravidez? Vale a pena lembrar que estar grávida não significa que será preciso ficar o tempo todo em casa ou sem se movimentar.  

Pelo contrário, há pesquisas que indicam a boa relação entre atividade física e o período gestacional – ela será capaz de evitar uma série de dores que podem surgir conforme os meses passam e o bebê se desenvolve no útero da mãe.  

E o Pilates, quais são seus benefícios? Separamos alguns! 

 

  • Diminuição de dores 

 

Sem dúvidas, esse é o primeiro grande benefício do Pilates na gravidez. Quem já teve filho sabe o quanto ela pode ser dolorosa, especialmente na primeira vez, onde a experiência é menor.  

Após o terceiro trimestre, o centro de gravidade de desloca diretamente para a barriga, o que pode trazer inúmeras dores da coluna e na lombar, prejudicando o dia-a-dia da futura mamãe.  

O Pilates vai atuar evitando que essas dores apareçam, já que ele trabalha a musculatura e fortalece essa região específica – quando o treinamento é voltado para dores da gravidez. 

 

  • Mais bem-estar e tranquilidade 

 

Também para mães de primeira viagem, o estresse costuma ser bem maior. Há o medo do parto, o sentimento de insegurança relacionado ao cuidado com o filho que está por vir e mais inúmeras preocupações que derivam dos hormônios aflorados.  

Tudo isso pode ser diminuído com as aulas de Pilates, que têm a característica de amenizar o estresse e a ansiedade. Vale a pena que a futura mamãe pense em atividades que dão prazer e trazem mais serenidade para que a gravidez corra com mais calma.  

 

  • Musculatura preparada para o parto 

 

Esse é um benefício considerado secundário, afinal, todo o corpo da mulher se prepara para o parto – independente do exercício que ela faça durante a gravidez. Porém, o Pilates tem uma ação interessante para evitar que as dores sejam tão intensas nesse momento e há relatos de mulheres que sofreram menos quando apostaram na atividade.  

Obviamente, tudo irá depender da sua estrutura física e de como o parto irá seguir seu rumo natural. De qualquer forma, preparar seu corpo e fortalecer seus músculos só poderá ajudar a tornar esse momento ainda mais especial! 

 

Gostou da ideia de praticar Pilates na gravidez? Lembre-se: será preciso que seus treinos sejam assistidos por um profissional competente e que adeque cada exercício para seu estágio de gestação.  

Procure a Pure Pilates – temos instrutores especializados para te ajudar! 

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais