Pilates para todas as idades

Sabe-se que o pilates auxilia na melhora do condicionamento físico, aumento da flexibilidade e força muscular, pois trabalha diversas partes do corpo de formas diferentes.

Mas, qualquer um pode praticar pilates? Existe idade estabelecida para começar os exercícios?

Aqui vem a boa notícia: não existe idade para praticar o pilates! Crianças, adolescentes, adultos e pessoas da terceira idade, são todos bem-vindos!

Os treinos no Pilates caminham entre o terapêutico e o treino físico, podendo ser adaptados para melhor adaptação do praticante. Existem movimentos mais específicos e delicados, com um nível de dificuldade maior e outros que são menos complexos e mais fáceis de realizar. Assim, por possuir uma grande variedade de exercícios em diferentes níveis, o pilates pode ser feito em todas as idades.

O condicionamento físico pode ser mais importante do que a idade na hora de se exercitar, pois ele determina o quanto seu corpo consegue realizar dentro daquela prática e estabelece seus limites, facilidades e dificuldades.

Conheça as diferentes maneiras de se exercitar através do pilates, de acordo com sua idade:

Crianças:

Existem aqueles que não recomendam que o pilates seja praticado por crianças com menos de 12 anos de idade, por conta da concentração que pode ser perdida facilmente. Entretanto, há quem diga que não existe problema em aplica-lo antes, contanto que seja feito de maneira leve, descontraída, como uma brincadeira.

Nessa idade, o pilates é uma excelente escolha para melhorar a postura e evitar problemas futuros, na qual as crianças não costumam prestar atenção. Existem fatores como mochilas de escola, computadores e jogos, que podem colaborar para uma postura torta, por isso os exercícios que trabalham essa parte do corpo são indicados.

É importante frisar que não se pode exigir muito desse público, então nada de grande esforços, o corpo dos pequenos ainda está em desenvolvimento.

Adolescentes:

Pensando no perfil dos jovens atualmente, já é possível perceber o porquê o pilates seria benéfico, não é? Os adolescentes vivem conectados, possuem a informação em suas mãos e não precisam se mover para busca-la, tudo cabe na palma da mão.

O resultado? Sedentarismo, interferência no sono, problemas de postura (especialmente na coluna vertebral), entre outros.

Os jovens podem focar seus exercícios em melhorar flexibilidade, postura, força e equilíbrio, assim possuem mais auto controle sobre seus corpos, há uma melhora no funcionamento do organismo, eles se tornam mais ativos e inclusive, sua auto estima aumenta.

Cada vez mais, esse público tem buscado por si só, o pilates como uma opção, esse fator é de grande ajuda, pois quebra o fator de obrigatoriedade.

Adultos:

Na vida adulta, é comum que se busque um modo de melhorar a qualidade de vida, cuidar do corpo e da estética, o pilates ajuda em tudo isso.

Dores no corpo, insatisfação com a barriguinha saliente, problemas com a balança e hábitos pouco saudáveis são alguns dos principais motivos pelos quais o pilates é procurado, já que existem diversas possibilidades de exercícios dentro dele, que serão adaptadas para o seu foco e o ajudarão a melhorar.

Praticar o pilates pode aliviar o stress do trabalho, melhorar dores diárias, aumentar seu ânimo e fazer com que você se sinta mais disposto, além de ser a melhor opção para quem deseja perder gordura abdominal (um problema recorrente).

Praticar três vezes por semana já é ideal, dá pra ajustar com a agenda corrida, né?

Idosos:

Por possuírem uma musculatura mais frágil, seus exercícios devem ser pensados com bastante cuidado para que não prejudiquem ao invés de ajudar. O foco geralmente fica em fortalecer a musculatura e restaurar o equilíbrio.

Praticar o pilates na terceira idade pode ser de grande colaboração para diminuir dores e aumentar a disposição. Flexões e exercícios que exijam muita força costumam ficar de fora, pelo risco de lesões e outros problemas.

É bom lembrar que pacientes com osteoporose e problemas semelhantes necessitam de um cuidado ainda mais especial.

Em todos esses casos, é fator primordial que se busque um profissional especializado na área, para ajuda-lo a decidir qual tipo de treino é o melhor para você e ajuda-lo a realizar de maneira correta.

Não adianta começar a praticar o pilates, mas fazê-lo de maneira prejudicial e que pode causar lesões e dores, não é mesmo?

Conheça a Pure Pilates e agende já sua aula experimental gratuita!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais