O poder milagroso das plantas para a saúde

Antes da descoberta da penicilina, em 1920, várias culturas de todo o mundo buscavam nas plantas e na alimentação a cura para várias doenças e infecções. Os antigos egípcios aplicavam mel nas suas feridas para ajudar a curar e prevenir inflamações, e todos, desde os antigos romanos até os povos indígenas americanos, usavam o alho como um chá curador para tratar feridas e inflamações. 

Com o advento dos remédios e antibióticos convencionais, no entanto, a medicina ocidental começou a deixar as plantas medicinais para trás. Mas hoje, com a crescente preocupação sobre o uso excessivo dos antibióticos e com o surgimento de bactérias resistentes a esses medicamentos, o interesse nos remédios caseiros está sendo restaurado.

O poder curativo das plantas

Ao contrário dos antibióticos, que eliminam todas as bactérias no corpo independentemente de serem prejudiciais ou benéficas, as plantas podem ser usadas para direcionar o combate das infecções, deixando as bactérias benéficas intactas no organismo. Embora os médicos confiem plenamente nos antibióticos (muitas infecções bacterianas são graves o suficiente para justificar o seu uso), em muitos casos, ervas antibacterianas e alguns alimentos como o mel e o alho podem ajudar a prevenir infecções e trabalhar em sinergia com antibióticos para tratá-las.

Mel Curativo

O mel é extremamente poderoso para combater as bactérias que infectam a pele e causam feridas. Um estudo de 2005 publicado no British Journal of Surgery demonstrou que pacientes com feridas e úlceras na pele demonstraram uma notável melhora após serem tratados com mel.O mel ajuda a curar as feridas rapidamente, alivia a dor e diminuas infecções.

Para pequenas queimaduras e feridas, aplique o mel diretamente no local e cubra com um curativo estéril. É necessário mudar o curativo uma ou duas vezes ao dia. Esse poderoso antibacteriano também pode ser consumido para promover a função autoimune do organismo e ajuda a combater resfriados, gripe e infecções respiratórias. Tome uma colher de sopa uma vez ao dia para fortalecer o organismo, ou adoce o seu chá favorito com uma colher de mel.

Os benefícios do alho

O alho é o alimento mais usado por muitos povos no tratamento da tosse, resfriados e infecções respiratórias. Além disso, a iguaria possui efeitos antibacterianos capazes de combater inúmeras infecções. Um estudo recente da Universidade Estadual de Washington, publicado no Journal of Antimicrobial Chemotherapy, analisou o composto e descobriu que ele é 100 vezes mais eficaz que os antibióticos convencionais no combate a doenças intestinais.

A pesquisa atribuiu os efeitos antibacterianos do alho ao composto alicina, presente em grandes doses no tempero. Como o calor pode alterar quimicamente esse composto, comer o alho cru fornece mais benefícios. Para usufruir dos benefícios do alho, o ideal é comer um dente de alho cru diariamente. 

Ervas Antibacterianas

O orégano (Origanum vulgare), uma erva italiana popular, tem muitos usos fora da cozinhaEm estudo de 2001 dirigido pelo Centro Médico da Universidade de Georgetown, os pesquisadores descobriram que o tempero inibe o crescimento da bactéria Staphylococcus, bem como do fungo Candida albicans, conhecido por causar infecções fúngicas. Esse poder inibidor é tão eficaz quanto os antibióticos comuns, como a penicilina. Além disso, o chá de orégano é muito poderoso no combate a dores de garganta.

A sálvia branca (Salvia apiana) também é muito eficaz no tratamento de dores de garganta devido à sua capacidade anti-inflamatóriaUma xícara de chá de sálvia (feito com uma uma colher de chá de folhas de sálvia secas ou uma colher de sopa de ervas frescas em água fervente por três a cinco minutos) cura rapidamente a garganta durante gripes e resfriados.

Ao contrário de antibióticos farmacêuticos, antibióticos encontrados nas plantas têm até 200 compostos diferentes que trabalham em conjunto para combater infecções e inflamações. Essa abordagem multifacetada impede que as bactérias desenvolvam resistência aos compostos antibacterianos da planta, tornando-as uma opção mais eficaz para o tratamento da doença. 

E você? Usa um chá curativo quando fica doente? Comente com a gente! 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais