Pilates solo: sim ou não?

Não é de hoje que o Pilates se caracteriza como uma atividade repleta de benefícios para a saúde e bem-estar. Mas além do seu método tradicional, existe também o Pilates Solo que, como o próprio nome se refere, é uma modalidade praticada no solo sem o uso de aparelhos ou no máximo acompanhado de alguns acessórios.

Já abordamos anteriormente aqui no blog sobre o que é o Pilates Solo e quais são suas vantagens para seus praticantes. No entanto, gostaríamos de chamar a atenção para quem atua ou pensa em atuar com um estúdio de Pilates e precisa de mais informações sobre esta modalidade. Afinal, vale a pena atuar com o Pilates Solo? Confira!

Vantagens do Pilates Solo para o seu estúdio

Sem dúvidas, o Pilates Solo é uma modalidade capaz de proporcionar excelentes vantagens ao seu estúdio. Além de ser uma maneira de incrementar as aulas com novos exercícios, esta modalidade também traz a vantagem do baixo investimento em equipamentos por serem mais baratos do que os aparelhos utilizados no método Pilates tradicional.

Outro ponto vantajoso é que os aparelhos mais comuns no Pilates Solo como o magic ring, toning ball, over ball, fit ball e as faixas elásticas, possuem grande facilidade de serem transportados. Deste modo, o seu estúdio passa a ter a facilidade para realizar atendimentos domiciliares conforme as necessidades de cada cliente ou até mesmo aulas ao ar livre.

Criatividade como aliada

Se no Pilates tradicional é possível utilizar a criatividade e criar exercícios conforme as necessidades de cada aluno, no Pilates Solo também não é diferente, aliás, devido a simplicidade deste método é possível desenvolver sequências que exigem um condicionamento físico maior do que no Pilates tradicional.

O mais interessante nesta modalidade é que os acessórios são versáteis, ou seja, podem ser utilizados por qualquer aluno dentro de suas limitações. Além disso, o Pilates Solo tende a ser um pouco mais desafiador em relação ao método tradicional, uma vez que se utiliza a força do próprio corpo para realizar os movimentos.

Foco na respiração correta

“Mesmo que você não siga nenhuma das outras instruções, aprenda a respirar corretamente.” Esta frase foi dita pelo criador do método Pilates – Joseph Pilates e demonstra a importância de se ter uma respiração correta. E se tratando do Pilates Solo, é possível destacar a importância da respiração correta para a realização dos movimentos.

Por meio desta modalidade os instrutores têm a oportunidade de orientar seus alunos quanto às técnicas de respiração adequadas, não só para a realização dos movimentos mas também para as demais situações do dia a dia.

Assim, os benefícios de uma respiração adequada podem ser utilizados como apelo para que os alunos compreendam a importância do Pilates Solo.

 

Com base nessas dicas, agora você sabe o quanto o Pilates Solo pode ser vantajoso para o seu estúdio de Pilates. No entanto, vale a pena chamar atenção para a maior efetividade dos exercícios que são praticados com aparelhos. Ou seja, mesmo que seu estúdio adote o Pilates Solo, ainda é importante contar com o método tradicional em aparelhos, já que ele tende a trazer melhores resultados para os seu praticantes. 

Por fim, se você ainda tem dúvidas de como atuar com o Pilates, continue acompanhando o nosso site! Estamos sempre com novidades para você aprender cada vez mais.

 

E você, já conhecia o Pilates Solo? Compartilhe conosco as suas experiências nos comentários.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais