Quem tem HIV/AIDS pode fazer exercícios físicos?

Hoje vamos falar sobre um assunto que está dentro da temática “Dezembro Vermelho”, que tem como objetivo trazer consciência para a prevenção e combate do HIV/AIDS, bem como a melhora da qualidade de vida das pessoas que vivem com a doença. E os exercícios físicos têm um grande destaque quando falamos desse assunto! Acontece que exercitar-se é fundamental para quem vive com o HIV/AIDS e é sobre isso que vamos falar no texto de hoje.

Exercícios para quem HIV/Aids são fundamentais

A pessoa que vive com o HIV/AIDS está sujeita a uma série de alterações metabólicas que podem ser consequência do vírus em si ou dos medicamentos necessários para o tratamento. Entre elas, podemos citar essas quatro como principais:

  • A lipodistrofia: que causa uma distribuição anormal da gordura corporal, reduzindo a gordura dos braços, face, nádegas e pernas, e causando o acúmulo de gordura nas regiões do abdômen, costas, pescoço e nuca;
  • A dislipidemia:  que causa alterações alterações nos índices de lipídeos do sangue, o que pode resultar em diabetes, obesidade e hipertensão, entre outros males;
  • Síndrome de Wasting: causa a perda de massa corporal involuntariamente, essa perda pode ser de gordura ou de massa magra;
  • Osteopenia: que causa a diminuição de componentes que constituem a massa óssea, ocasionando um “enfraquecimento” dos ossos.

Como já falamos em outros textos, os exercícios físicos são uma ótima forma de prevenir e combater diversos males, como também é o caso de todos os que citamos acima, bem como, de transtornos emocionais a qual todos estamos suscetíveis, tendo ou não HIV/AIDS.

Um guia para quem vive com HIV/AIDS

Como já falamos anteriormente, as pessoas que vivem com HIV/AIDS precisam realizar atividades físicas regularmente, para garantir mais qualidade de vida e bem-estar. A Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids desenvolveu em 2010 uma cartilha que tem com o tema os exercícios físicos e qualidade de vida com HIV, intitulada “Tudo em Cima”. Nela há diversas indicações e esclarecimentos das dúvidas mais frequentes. Entre essas indicações está a combinação de exercícios que trabalham a força, a flexibilidade  e os aeróbicos.

Restrições para quem vive com HIV/AIDS

Não há restrições de tipos de exercícios físicos que as pessoas que vivem com HIV/AIDS podem realizar. No entanto, como sempre é indicado até para quem não vive com a doença, é preciso consultar antes um médico para que ele avalie se você está apto e se precisa fazer algum tipo de restrição no tipo de exercício que se pretende praticar. É importante ressaltar também que as pessoas que vivem com HIV/AIDS podem se exercitar na companhia e no mesmo local de pessoas que não são soropositivas, pois não há risco de contrair o vírus através da interação ou até mesmo do suor. É como sempre falamos, a informação é primordial para acabarmos com preconceitos e melhorarmos nossa qualidade de vida.

Gostou do texto de hoje? Então não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e de deixar o seu comentário!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais