HIV e Pilates: quais os benefícios do método para quem tem o vírus

Que os exercícios físicos são primordiais para as pessoas que vivem com HIV/AIDS você já sabe. Neste post você vai saber como o pilates pode beneficiar a saúde e qualidade de vida das pessoas que têm o vírus.

O pilates

O pilates é uma prática  criada pelo alemão Joseph Hubertus Pilates que une a força do núcleo muscular e do alinhamento da coluna vertebral combinados com a respiração consciente e correta, que resulta em maior flexibilidade, força e consciência corporal para aqueles que o praticam. O método consiste em uma série de exercícios controlados, realizados com aparelhos ou em solo (no chão), sempre acompanhado de um instrutor devidamente treinado que garantirá as correções posturais necessárias.

Benefícios do pilates

Além dos benefícios que já citamos acima, o pilates ainda:

  • Alivia e previne dores causadas por lesões e/ou má postura;
  • Melhora a circulação, o que beneficia todo o funcionamento do seu organismo;
  • Melhora a coordenação motora e equilíbrio corporal;
  • Aumenta seu poder de concentração;
  • Tonifica a musculatura;
  • Fortalece os ossos;
  • Auxilia na manutenção do peso;
  • Melhora o humor e a auto estima;
  • Corrige e melhora a postura;
  • Aumenta a resistência física.  

Aliado contra os males físicos

Como já citamos no texto anterior, as pessoas que vivem com HIV/AIDS estão mais suscetíveis a mudanças drásticas no metabolismo, o que pode resultar em males como a lipodistrofia, a dislipidemia, a Síndrome de Wasting e a Osteopenia. Quando comparamos estes males com os benefícios que o pilates traz aos seus praticantes, vemos que ele  pode ser um grande aliado na hora de prevenir ou controlar todos esses efeitos colaterais.

Aliado contra os males emocionais

Apesar de todos os avanços médicos que contribuíram muito para a melhora na expectativa e qualidade de vida das pessoas que têm HIV/AIDS, além da conscientização e inúmeras campanhas contra o preconceito com essas pessoas, sabemos que essa não é uma doença fácil de aceitar e conviver. Por isso, muitas vezes as pessoas que foram diagnosticadas com HIV/AIDS sofrem de transtornos emocionais, que também prejudicam diretamente na sua saúde física. O pilates também pode ser benéfico nessa área, pois ele auxilia no combate e na cura contra males como:

  • Depressão;
  • Síndrome do pânico;
  • Ansiedade
  • Baixa autoestima
  • Mau humor

E se esse é um aspecto que lhe interessa mais, neste texto falamos mais afundo sobre isso.

Em conclusão

O pilates é uma ótima opção de exercício para as pessoas que vivem com HIV/AIDS por diversos motivos que vão desde à saúde física e mental, até a melhora da qualidade de vida. No entanto, precisamos ressaltar que mesmo sendo uma prática de baixo impacto, você precisa consultar seu médico antes de iniciar as aulas. Depois dessa liberação você está pronto para começar a prática, que com toda a certeza vai lhe beneficiar (e muito) em todos os aspectos.

Mas não esqueça de nos contar a sua experiência com o pilates nos comentários!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais