Contraindicações do Pilates: Será que elas existem?  

Ao começar uma nova modalidade esportiva ou alguma atividade física, é comum que as pessoas se perguntem se há riscos nelas. Afinal, estamos sempre em busca de melhorar nossa saúde e condicionamento físico – e não o contrário. Nesse contexto, será que existem contraindicações do Pilates?  

O exercício, tão recomendado por especialistas, poderia causar algum dano para quem está sedentário ou mesmo para pessoas com idade mais avançada? No texto de hoje, vamos explicar de forma clara e objetiva sobre as contraindicações que a prática do Pilates pode ter. Confira mais abaixo o que separamos! 

 

As contraindicações do Pilates – Entenda melhor! 

 

Antes de mais nada, vamos ser honestos e claros: não há contraindicações do Pilates para grupos muito genéricos, como pessoas de mais ou menos idade ou mulheres grávidas. Na verdade, esse possível cuidado é muito mais pessoal do que generalizado.  

O que isso significa? Na prática, significa que o Pilates pode ser praticado por qualquer pessoa, com qualquer condicionamento ou em qualquer faixa etária. Não há nada que impeça que um idoso comece suas aulas, por exemplo.  

Mas, é claro que há pontos a serem considerados, como em qualquer atividade física. São eles: 

 

  • Quem sofreu algum acidente recentemente, por exemplo, deve avisar o seu instrutor e explicar se há ou não danos. É raro, porém, alguns casos podem exigir recuperação antes de começar uma atividade de força e alongamento.  

 

  • As contraindicações do Pilates se restringem aos grupos muito seletos, como explicamos mais acima. Mesmo assim, é importante que sua aula seja feita com um profissional devidamente capacitado, capaz de entender seu ritmo e condicionamento físico.  

 

Como evitar problemas ao praticar Pilates? 

 

O Pilates não tem contraindicações e não é um tipo de exercício que exige condicionamento físico para ser iniciado com segurança. Porém, existem alguns cuidados que valem a pena serem citados, como: 

 

  • Jamais faça exercícios de Pilates sozinho em casa, por mais que eles pareçam simples. É claro que pessoas fisicamente mais preparadas podem ter certa facilidade com os treinos básicos, mas uma posição errada ou mesmo o ato de forçar demais um músculo pode gerar dores e problemas futuros.  

 

  • Sempre procure entender melhor como funciona o método. Nem sempre o studio onde você irá começar as aulas será confiável, por isso, faça uma pesquisa antes. Veja se o professor tem experiência, se a marca é conhecida e se o processo irá respeitar suas habilidades físicas. 

 

  • Ainda no contexto sobre habilidades físicas, é importante ser honesto com o seu processo. Se estiver doendo demais, se for muito complicado realizar um movimento ou qualquer outro desconforto severo, deve ser relato ao seu professor. Ele precisa saber que está respeitando seu condicionamento e sua estrutura física – e caso não esteja, é hora de mudar de studio! 

 

  • Procure fazer aulas em lugares onde o número de alunos é limitado. Aulas muito agitadas e em conjunto não permitem que o professor observe cada movimento, o que pode gerar algum problema para um dos alunos.  

 

Agora que você sabe que as contraindicações do Pilates são muito específicas, é hora de conhecer um pouco mais do método. Agende sua aula grátis na Pure Pilates e tenha os melhores profissionais a disposição!  

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais