Custo-benefício do Pilates – Vale a pena pagar pelas aulas?

Custo-benefício do Pilates – Vale a pena pagar pelas aulas?
5 (100%) 1 vote

Muitas pessoas se perguntam sobre o custo-benefício do Pilates, afinal, esse é geralmente visto como um exercício mais caro que o comum – especialmente quando falamos das tradicionais academias de bairro.

Mas, será que não vale a pena investir na prática? Quanto ele realmente impacta na sua saúde e como ele pode ser considerado melhor que um treino em aparelhos? Vamos entender melhor no texto de hoje, confira!

 

Qual o custo-benefício do Pilates comparado a academia?

 

Antes de mais nada, precisamos compreender que existem diferenças enormes entre um treino de academia comum e frequentar as aulas de Pilates com regularidade.

Embora ambos tenham benefícios, o valor costuma ser mais alto no Pilates por alguns fatores importantes de serem citados:

 

  • Professor com menos alunos em aula, ou até mesmo com total atenção em um aluno com maior dificuldade para os exercícios. Diferente da academia, o custo-benefício do Pilates se dá mais pelo ensino muito direto e próximo.

 

  • Mesmo quando o aluno já aprendeu os movimentos básicos, o professor continua próximo da turma, que não aumenta com o passar dos meses. Essa turma irá evoluir continuamente, todos juntos, sempre com a observação do instrutor de muito perto.

 

  • Não existe um treino em conjunto, na maioria das vezes. Mesmo quando falamos em turmas, elas sempre são pensadas em como o aluno em relação ao seu condicionamento físico. Por isso, o Pilates geralmente é muito mais pessoal e dedicado ao bem-estar do indivíduo ao invés de ter treinos generalistas.

 

  • Algumas academias oferecem instrutores mais de perto, porém, isso geralmente acresce no valor, o que aumenta o custo-benefício do Pilates se a questão for apenas o valor um pouco mais elevado.

 

  • Pensando ainda nas diferenças entre academia e Pilates, podemos citar que o Pilates não exige aulas diárias, mas o seu custo é mensal, assim como na academia. Mas, os resultados aparecem sem o esgotamento total do aluno, o que dificulta a desistência a longo prazo.

 

Pilates é caro? Mais detalhes sobre os valores!

Quando pensamos no custo-benefício do Pilates, sempre nos vêm à mente o quanto ele pode trazer de melhorias para nossa vida versus o quanto teremos que pagar por isso. Na realidade, o preço da aula não é alto, se considerarmos mais alguns fatores:


Leitura Recomendada:

 

Dê uma pausa na sua leitura e veja o que separamos para você: um e-book sobre como vencer o estresse das grandes cidades com o Pilates! É gratuito e você pode acessar quando quiser! Clique aqui para baixar!


  • Você pode personalizar suas aulas: não necessariamente precisa ir 4 vezes na semana, por exemplo. No começo, duas são suficientes para notar os benefícios.
  • Franquias como a Pure Pilates vieram para revolucionar o valor do Pilates, sem perder a qualidade das aulas. Em alguns bairros, o pacote mensal pode ser menor do que em academias mais conhecidas.
  • É importante saber que o exercício deve ser prazeroso e isso muitas vezes compensa um valor um pouco mais caro do que em outras atividades que vão causar desistência em poucas semanas.
  • Em média, um mês de Pilates pode custar de R$ 200,00 a R$ 400,00, porém, sempre é possível planejar as aulas para que elas caibam no seu orçamento. Fale com um representante!

 

Não esqueça: veja se o seu bairro não tem uma franquia Pure Pilates e converse a respeito dos valores! Não deixe de conhecer o método com uma aula experimental gratuita! Você pode se surpreender com o custo-benefício do Pilates!

 

Gostou do texto de hoje? Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais