Pessoas que trabalham com CLT podem empreender?

Pessoas que trabalham com CLT podem empreender?
Avalie este post

É comum que hajam dúvidas em relação a empreender, afinal, muitas pessoas trabalham de maneira registrada, via CLT, e não sabem ao certo se podem começar um negócio mesmo ainda tendo vínculos trabalhistas com as empresas que as contrataram.

Para ajudar você a entender melhor como funciona esse processo e se é possível começar a empreender mesmo trabalhando, separamos no texto de hoje algumas informações sobre o assunto. Confira abaixo!

Trabalho com CLT, posso empreender?

Pratique Pilates em Casa e supere a ansiedade da quarentena.

Agende sua Aula Experimental Online de Pilates ao vivo com um professor e descubra como a Pure Pilates já ajudou mais de 15 mil pessoas!

Vamos começar o texto com a resposta para essa dúvida tão comum: quem trabalha registrado na CLT pode empreender? Sim! Nada impede, legalmente, que você abra uma empresa tendo registro em carteira.

Por exemplo: você pode abrir um MEI e ter um CNPJ, mesmo se estiver com a carteira assinada e cumprir horário em uma empresa. Nada impede que você faça ambos ao mesmo tempo e a legislação do Brasil não traz um problema nesse sentido.

Por isso, se sua dúvida é se é possível trabalhar em uma empresa e empreender, a resposta é sim. Porém, temos que analisar as possíveis mudanças que você terá com essa empresa, como vamos explicar abaixo.

O que eu preciso considerar antes de empreender trabalhando?

Separamos algumas considerações que são importantes de fazer quando você decidir empreender e trabalhar em uma empresa ao mesmo tempo. Vamos lá!

1- Pense nos seus horários

O seu negócio vai exigir tempo e é importante que você comece a pensar nos seus horários para ter certeza de que dará conta de tudo. Além disso, pode ser interessante pedir ajuda para um parente ou contratar alguém para ficar no espaço quando você não puder, por exemplo. É possível conciliar tudo, mas é necessário ter jogo de cintura e cuidado para não abrir mão de um ou de outro.

2- Guarde dinheiro

Se sua ideia é sair do emprego para se dedicar ao negócio, é muito importante guardar dinheiro para fazer isso com segurança e sem riscos para suas finanças. Comece guardando 10% do salário e aumente progressivamente até não precisar dele para sobreviver. Esse é um bom exercício e que pode ser feito em anos ou em meses, dependendo do seu objetivo.

3- Saiba como agir com a Receita Federal

Se o seu negócio começar a faturar bastante, é importante saber os enquadramentos corretos, se é possível se manter como MEI ou se é preciso abrir uma outra empresa, entre outros procedimentos essenciais. Fique de olho para evitar problemas nesse sentido.

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até a próxima!

Deixe seu comentário

Descubra como Pure Pilates Ajudou Mais de 15.000 Pessoas

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais