Como o Pilates auxilia no tratamento contra o câncer de mama?

Chegamos ao mês de outubro que entre outras datas, marca a luta e prevenção ao câncer de mama. Além do autoexame e idas periódicas ao médico, outras práticas surgem como formas de prevenção e de combate à doença, uma delas é o poder dos exercícios físicos e é sobre isso que vamos falar nesse texto. Então se você  foi ou conhece alguém que foi diagnosticada com câncer de mama, não deixe ler!

Aliado na prevenção

Não é nenhuma novidade que os exercícios físicos contribuem grandemente para uma vida mais saudável, mas é preciso ressaltar que eles também agem na prevenção doenças graves como o câncer de mama e isso é comprovado cientificamente. Fatores como colesterol alto, alta produção de hormônios como estrogênio e insulina, podem contribuir para a criação e/ou aumento de  células cancerígenas, principalmente após a mulher passar pela menopausa. E é aí que os exercícios entram em cena, como uma forma de manter o organismo regulado, diminuindo o risco de inflamações e evitando a obesidade, que é um fator que contribui fortemente para o aparecimento de diversas doenças, entre elas o câncer. Dessa forma, pesquisas apontam que praticar entre três e sete horas semanais de exercícios físicos é o ideal para diminuir a propensão à doenças.

Aliado no combate

Para as mulheres que estão lutando contra o câncer de mama os exercícios físicos também são extremamente recomendados, pois eles eles auxiliam a subtrair o excesso de lipídios do sangue que agem como “alimento” para o tumor. Além disso, ajudam a diminuir os inchaços causados pelos tratamentos; contribuem para a saúde mental e bem estar da paciente, algo muito importante para a cura; e ainda ajudam na hora de relaxar, descansar e dormir melhor.  É válido ressaltar que antes de iniciar ou prosseguir com qualquer atividade física, a paciente que já foi diagnosticada com câncer de mama precisa passar por uma avaliação médica para determinar se há ou não restrições à prática.

O pilates

Dentro da gama de atividades físicas que estão disponíveis hoje, o pilates desponta como uma das mais completas e isso se deve aos seus seis princípios básicos, que contribuem não só para um melhor condicionamento físico, mas também com tantos outros benefícios.  Para as mulheres que estão lutando contra o câncer de mama não é diferente, o pilates é um grande aliado e listamos aqui alguns dos motivos para afirmamos isso com tanta convicção.

  • Ajuda a evitar e combater  a fadiga, que é um sintoma muito comum até mesmo nas pacientes que já passaram com sucesso pelo tratamento;
  • Ensina e condiciona à respiração correta que por consequência  melhora a circulação sanguínea, o que estimula o bom funcionamento do sistema nervoso;
  • Contribui para a diminuição dos efeitos colaterais durante e após o tratamento;
  • Auxilia na cura de transtornos emocionais, como depressão, ansiedade, baixa auto estima, entre outros males que podem surgir com o diagnóstico da doença ;
  • Diminui o risco de reincidência da doença.

Se você quer saber mais sobre a prática do pilates ou quer encontrar uma unidade Pure Pilates perto de você, entre em contato conosco. E não esqueça de deixar o seu comentário ou depoimento sobre esse texto!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais