Pilates para dor no nervo ciático – O método ajuda?

É comum recebermos uma pergunta bem específica em nosso site: Pilates para dor no nervo ciático, funciona? Antes de mais nada, precisamos deixar claro que qualquer tipo de desconforto na coluna ou nos nervos, deve ser investigado previamente por um médico.

É importante dizer isso, pois uma pequena parcela das reclamações pode ter relação com possíveis doenças crônicas ou mesmo deficiência de vitaminas em casos mais raros.

Mas, tirando as causas médicas, será que o método desenvolvido por Joseph Pilates é capaz de dar adeus às dores no nervo ciático? Confira a resposta!

 

O Pilates para dor no nervo ciático – Ajuda que vale a pena investir!

 

Antes de explicarmos mais sobre o Pilates para dor no nervo ciático, temos que entender melhor como as dores começam e quais são os principais sintomas. Sabe-se que no Brasil, quase 50% da população já apresentou queixas nesse sentido, que costumam ser:

 

  • Dores na região lombar em um dos lados do corpo, geralmente no direito.
  • Dificuldade para realizar exercícios básicos, como caminhar.
  • As dores costumam aparecer por má postura, musculatura enfraquecida e sedentarismo.

 

Compreendendo como acontece a dor no nervo ciático, vamos entender agora como o Pilates pode ajudar.

 

  • O Pilates é um exercício capaz de corrigir a postura

 

Em primeiro lugar como motivo para você praticar Pilates para dor no nervo ciático, é entender que o exercício é excelente para corrigir problemas de postura – sendo esse um dos maiores motivos para que as dores comecem, há boas chances de melhoras quando corrigimos o problema na raiz.

Além disso, a postura correta pode diminuir outras dores secundárias, como a lombar específica da coluna e dores na perna, por exemplo. Tudo isso junto traz uma melhora geral do quadro e pode dar mais qualidade de vida ao paciente.

 

  • O Pilates fortalece os músculos

 

Outra recomendação comum dos médicos para quem tem dores no nervo ciático é a prática de exercícios físicos que deixem os músculos mais fortes e rígidos. Como o Pilates trabalha uma série de grupos musculares de uma única vez, sua ação é melhor do que as idas à academia, já que seus resultados costumam ser mais imediatos.

 

  • O Pilates é também um exercício de alongamento e respiração

 

Por fim, é importante lembrar que o Pilates, além de um exercício de força, também é um ótimo alongamento e trabalha bem a respiração. Como os alongamentos são altamente recomendados para dores em geral, ele pode entrar como uma alternativa saudável e bastante prazerosa, já que também trabalha a respiração – fundamental para que o treino traga bem-estar mental.

Isso sem falar no fato de que o Pilates é uma atividade guiada por instrutores capacitados e formados na área – o que evita possíveis movimentos errados, que poderiam causar ainda mais dores e problemas para quem já sofre do problema há muitos anos. É uma forma segura e livre de riscos para melhorar a vida e conviver menos com as dores.

 

Esses foram alguns dos motivos para você apostar no Pilates para dor no nervo ciático. Para ter certeza dos benefícios, recomendamos uma aula gratuita em nosso studio – comprove de perto!

Deixe seu comentário

Reserve sua aula gratuita!

Agendar Agora

Seja um franqueado!

Saiba mais